Andor florido de Alvarães viaja para Paris para o Dia de Portugal

18-DEZ-2016

Um andor com um milhão de pétalas de flores, típico da festa de Santa Cruz, em Alvarães, Viana do Castelo vai partir na madrugada de quinta-feira para França para as comemorações do dia de Portugal em Paris. No dia de Portugal a Junta de Freguesia de Alvarães adiantou que "o andor retrata uma caravela quinhentista e está a ser confecionado por cerca de duas dezenas de pessoas e que na sexta-feira, com os seus 2,65 metros de altura e 400 quilogramas de peso, estará em destaque em Paris, nas comemorações do dia de Portugal". "É uma tradição com sete décadas que agora é levada para França. A recriação do principal andor da festa de Santa Cruz segue viagem a tempo de estar presente na Missa pelos Emigrantes, no Santuário de Nossa senhora de Fátima, em Patin, em Paris", sustentou aquela autarquia da margem esquerda do rio Lima. O andor florido "está a ser confecionado, em 72 horas, por duas dezenas de pessoas da freguesia, que tem vindo a trabalhar noite e dia", numa organização da Junta de Freguesia conta com o apoio da Câmara de Viana do Castelo e de um empresário emigrante, natural do concelho, responsável pelo "desafio lançado à população de Alvarães". A partida do andor florido vai acontecer na madrugada de quinta-feira, estando prevista a chegada à capital francesa na sexta-feira. Os andores floridos de Alvarães são feitos com "milhares de pétalas frescas e folhas variadas". Manda a tradição, que remonta a 1946, que as pétalas das flores utilizadas na confeção dos andores sejam colhidas nos montes de Viana do Castelo e coladas uma cola feita à base de farinha que garante a humidade necessária para que as pétalas se aguentem vários dias "viçosas e coloridas". Um trabalho minucioso que através da conjugação das cores e texturas das pétalas forma desenhos temáticos, transformando os andores em verdadeiras obras de arte popular, com motivos religiosos, paisagísticos e monumentais.

  • Partilhar