Farmácia em Alvarães

14-NOV-2008

A tão desejada instalação de uma farmácia em Alvarães vai, finalmente, tornar-se realidade. Hoje mesmo, dia 14 de Novembro de 2008, foi publicada em Diário da República a lista definitiva dos mais de 30 candidatos admitidos a concurso.
A partir de agora, a farmácia pode abrir a qualquer momento. A decisão cabe, apenas e só, a quem ganhou o concurso.
Está, assim, em vias de concretização um sonho antigo e uma velha reivindicação da população de Alvarães.
Este foi um projecto que o actual executivo de Alvarães agarrou com ambas as mãos, desde que tomou posse. Com muita persistência, muito trabalho político e muita abnegação, conseguimos dotar a nossa vila de um equipamento de extrema importância.
Vamos deixar de ser obrigados a “emigrar” para obter um medicamento. Isso significa um enorme passo em frente em termos de comodidade, de qualidade de vida, de saúde e, até, de economia.
Aos Velhos do Restelo que sempre agoiravam que não íamos conseguir, a resposta está dada. Fomos vezes sem conta acusados, quer na Assembleia de Freguesia quer na praça pública, de que estávamos a mentir e que a farmácia nunca viria para Alvarães.
A essas críticas sempre respondemos com todo um trabalho de bastidores, muita vezes silencioso, mas que se revelou decisivo para que a farmácia acabasse por ser aprovada para Alvarães.
Estes são processos técnicos extremamente minuciosos e morosos, que muitas vezes parecem “encalhados” nos corredores do Instituto Nacional da Farmácia e do Medicamento (INFARMED). O processo da farmácia de Alvarães também por lá andou durante cinco anos. Mas nós nunca desistimos, nunca deixámos que ficasse esquecido. Sempre acreditámos. Sempre porfiámos. E alcançámos.

  • Partilhar